Já decidiu hoje?

decision

Em nossa vida corporativa o fracasso na maioria das vezes vem da nossa incapacidade de tomar decisões. O medo de errar nos tira a oportunidade de acertar e aprender.

Nossa vida é formada por escolhas. Umas no susto: “-Passe a carteira!” e no susto: “-Tome!”.
Outras sem pensar. Esposa pergunta: “-Você se lembra da nossa data de casamento?” e sem pensar: “-É claro!”
Algumas escolhas mudam nossa vida. “Sim, quero me casar com você” ou “Sim, sempre quiz ter um filho!”
Outras tem o poder de magoar pessoas que admiramos, prezamos e até amamos.
Algumas podem nos trazer momentos de felicidades que se tornarão inesquecíveis.

Em nossas escolhas, algumas são inegociáveis, outras devem ser rápidas, ainda outras terão de ser estudadas e planejadas, pois determinarão o caminho da nossa vida, algumas irão ferir a nós e a outros, outras nos farão sentir fortes, quase invencíveis.
Não há ação sem reação, assim como não há decisão sem consequencias, boas ou ruins.
O poder da decisão poderá trazer o que mais te alegra e o que mais lhe causa dor.

Escute, avalie, pondere e DECIDA.

Há uma frase que a 10 anos norteia minhas decisões:

“É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias,
mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito
que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta
que não conhece vitória nem derrota.” – Theodore Roosevelt

Independente do motivo de sua decisão, seja claro, nunca fira seus princípios, pense nos outros como se fosse você, aja com o coração, e quando necessário com a razão.

Se tudo der certo, comemore, grite e viva intensamente o momento, pois eles são raros, mas se tudo der errado, faça isso em dobro, porque as lições das dores de uma decisão errada farão você conquistar muitas outras vitórias.

JÁ DECIDIU HOJE?

Deixe uma resposta

*